Psicologia Cognitiva Comportamental: O Que É e Como Funciona!

Psicologia Cognitiva Comportamental: O Que É e Como Funciona!

A Psicologia é uma ciência muito ampla, possibilitando o direcionamento para diferentes campos de atuação e diversas abordagens. A Psicologia Cognitiva Comportamental, nesse contexto, emerge como baseada na combinação de conceitos do Behaviorismo radical e teorias cognitivas, construindo uma noção de homem e de mundo específica. 

É através dessa ótica que os profissionais irão orientar o tratamento das demandas apresentadas pelos pacientes, tendo como bagagem várias técnicas para a promoção do bem estar biopsicossocial de cada cliente.

Continue a leitura para entender como a Psicologia Cognitiva Comportamental funciona na prática.

O que é a Psicologia Cognitivo Comportamental?

A Psicologia Cognitiva Comportamental, também conhecida como Terapia Cognitivo Comportamental ou até mesmo TCC, é uma abordagem da Psicologia que propõe duas ideias centrais:

  • As cognições influenciam e controlam nossas emoções e nosso comportamento;
  • Nossos comportamentos podem afetar intensamente os padrões de pensamento e emoções que desenvolvemos.

O termo “terapia cognitiva” foi inicialmente apresentado por Aaron Beck no início da década de 1960. Ele foi pensado por ele para o tratamento da depressão, pois sentiu a necessidade de formular uma psicoterapia estruturada, de curta duração, mais voltada para o presente e focada para a resolução de problemas com base na modificação de pensamentos e comportamentos disfuncionais (Beck, 1964). 

Para Beck, o comportamento era a ferramenta chave para redução de sintomas, tendo interesse em se aprofundar na relação estabelecida entre ele e a cognição. Desde então, vários estudiosos apresentaram formas diferentes da TCC, porém partindo do mesmo conceito de Beck. Ou seja, entendendo que o transtorno deve ser analisado a partir das crenças, estratégias e aspectos cognitivos que o compõem. 

Como foi desenvolvida a Terapia Cognitivo Comportamental?

Para entender de fato a TCC, precisamos voltar mais ao tempo. Beck estudou sobre as cognições através do reconhecimento dos chamados elementos cognitivos, graças aos filósofos estóicos Cícero, Sêneca e Epíteto. Além disso, algumas tradições filosóficas orientais, como o taoísmo e o budismo, afirmam que a cognição é uma força primária na determinação do comportamento humano. 

Kant, Heidegger e Jaspers, por exemplo, também defendiam a ideia de que processos cognitivos conscientes exercem papel fundamental na existência humana, trazendo, ainda que minimamente o conceito central de TCC já nos séculos XIX e XX.

Na década de 1960, Dr. Aaron Beck, Neurologista e Psiquiatra norte-americano decidiu entender se o conceito psicanalítico de que a depressão é fruto de uma hostilidade destinada a si mesmo. Para isso, ele começou a analisar os sonhos dos pacientes deprimidos, movido pela hipótese de que manifestariam mais hostilidade nos sonhos.

O que ele não contava é que os pacientes apresentaram, na verdade, mais temas relacionados à fracasso, privação e perdas. A partir dessa descoberta, ele percebeu que os temas apresentados eram bem semelhantes aos pensamentos que os pacientes compartilhavam no estado de vigília. 

Ainda nesse contexto, quando Beck questionava os pacientes com depressão, percebeu que todos apresentavam pensamentos negativos praticamente automáticos, que estariam ligados às emoções. Assim, orientou o tratamento para ajudar os pacientes a identificar, avaliar e enfrentar os pensamentos disfuncionais e irrealistas que nutriam. Foi assim que os primeiros resultados surgiram. 

Ao longo dos estudos Beck percebeu que as intervenções feitas precisavam ser adaptadas ao tipo de transtorno, ainda que compartilhassem o mesmo objetivo e os mesmos caminhos. Foi então que estudos foram conduzidos (e ainda são) por todo o mundo, como forma de difundir e aprimorar o conceito e prática da Terapia Cognitivo Comportamental.

Como funciona a Psicologia Cognitivo Comportamental?

Já que a Psicologia Cognitivo Comportamental busca identificar qual a relação entre comportamento e cognição, o terapeuta tem como objetivo nas sessões a identificação dos sentimentos, pensamentos e comportamentos que são compartilhados pelos clientes para, assim, identificar padrões que estão baseados em crenças.

Assim, no início das sessões, o terapeuta irá estabelecer (e restabelecer, a partir da segunda) a aliança terapêutica, verificar o humor, os sintomas e as vivências do paciente, pedindo para que ele defina quais os problemas que ele precisaria de ajuda para resolver naquela sessão. 

Essas demandas podem ter sido produzidas há alguns dias, preocupações futuras ou terem surgido durante a semana. Posteriormente, é levantada a discussão de um problema específico por vez, para que seja possível a coleta de dados e, consequentemente, a conceituação cognitiva das dificuldades do paciente.

Dessa forma, é possível planejar colaborativamente uma estratégia de tratamento para que o (a) terapeuta consiga aplicar as técnicas trazidas pela teoria para avaliar diretamente o problema e ser capaz de ajudar o paciente a mudar os comportamentos disfuncionais.

Quais são as técnicas utilizadas na Psicologia Cognitiva comportamental?

Existem dezenas de técnicas da Terapia Cognitivo Comportamental que podem ser utilizadas com os pacientes durante a sessão, bem como adaptações para cada tipo de demanda trazida por ele. De forma geral, tem-se como algumas técnicas:

  • Reversão de hábitos — através dessa técnica, o terapeuta propõe ao paciente o aumento da percepção diante uma experiência que provoque desconforto a ele.
  • Aumento da consciência — promove a identificação de fatores que possam ter papel desencadeador, bem como sequências de acontecimentos que se relacionam a determinado sintoma e/ou comportamento. 
  • Monitoramento e registro de cada relato — desde dados como hora e data, como pensamentos, sentimentos, locais e emoções que estavam presentes no momento e que podem, de alguma forma, ser relevantes para o tratamento. 
  • Utilização de uma resposta adequada para controlar a reação.
  • Controle de estresse — através da orientação acerca de técnicas de respiração, relaxamento muscular e até mesmo algumas técnicas cognitivas para ajudar o controle da angústia.

Quais são os diferenciais/benefícios de se especializar nela?

A Psicologia Cognitivo Comportamental tende, ainda, a ser mal interpretada como apenas um conjunto de técnicas em intervenções, o que dá a entender um distanciamento do lado humano da Psicologia em si.

Contudo, a TCC é muito mais do que isso. Se o seu foco é nas intervenções e técnicas, você está perdendo a essência da abordagem. Para que esse estilo de terapia realmente funcione, é preciso que haja uma conexão entre o terapeuta e cliente, de forma a permitir a conceitualização personalizada do paciente como um todo e do problema apresentado por ele. 

A especialização na área permite a maior segurança, por parte do terapeuta, acerca do tratamento, pois ele estudará em detalhes todas as técnicas e conceitos da Psicologia Cognitivo Comportamental.

Além disso, o compartilhamento de estudos de casos ao longo da formação proporciona uma bagagem extremamente valiosa, pois, por meio deles, obtém-se conhecimento de maneiras de abordar e tratar sentimento de formas que já deram certo.

A Psicologia Cognitivo Comportamental, por ser uma abordagem com resultados cientificamente comprovados, é extremamente promissora para o tratamento de depressão, ansiedade e diversos outros transtornos mentais.

Os profissionais da Psicologia que se especializam em TCC conseguem, além de ter um currículo diferenciado, ter uma gama de opções para direcionar o tratamento. Isso porque as técnicas dão segurança de que os sentimentos, pensamentos, comportamentos e aspectos cognitivos serão analisados, servindo como ponto de partida para a melhora da qualidade de vida daquele paciente.

Gostou do conteúdo? Então, siga-nos no Instagram para continuar acompanhando conteúdos como este.

41 3022-2947
WhatsApp: (41) 9 9263-2977
contato@iptc.net.br

SEDE INSTITUCIONAL
Rua Emiliano Perneta, 822 sl 1201
Centro, Curitiba / PR

SEDE ADMINISTRATIVA
Rua Emiliano Perneta, 10 sl 603
Centro, Curitiba / PR

IPTC - Instituto Paranaense de Terapia Cognitiva.