Autores da Psicologia: Conheça os Principais Nomes

Autores da Psicologia: Conheça os Principais Nomes

Quando pensamos na história da Psicologia, percebemos que ela foi construída com a colaboração de diversos autores ao longo dos anos e ao redor do mundo. Contudo, é inegável a revolução proporcionada por alguns autores da Psicologia, que foram os pioneiros na estruturação de abordagens que são até hoje usadas pelos profissionais.

Cada autor defendia um ponto de vista, uma ideia de homem e uma forma de encarar o mundo. É justamente essa singularidade que deixa cada abordagem rica em técnicas, métodos e maneiras de abordar os diversos tipos de transtornos.

Siga conosco para conhecer alguns dos principais autores da Psicologia e suas abordagens.

Aaron Beck

Aaron Beck nasceu em 1921 nos EUA, mais especificamente em Rhode Island, filho de pais judeus imigrantes da Rússia. Formou-se na Brown University em 1942 em Inglês e Ciência Polícia, além de ter se graduado em Medicina posteriormente (em 1946) na Yale Medical School.

Após sua graduação, passou a dar aulas sobre psiquiatria na University of Pennsylvania, onde estabeleceu uma pesquisa clínica sobre depressão. Através dos seus estudos sobre o tratamento da depressão, investigando a eficiência de fármacos, por exemplo, começou a estruturar o conceito da abordagem Cognitivo-Comportamental (TCC), uma vez que percebia que os métodos utilizados na época não eram realmente eficazes.

Após comprovar a eficiência do tratamento psicoterapêutico em pacientes com depressão, por meio da TCC, ele passou a replicar a forma de tratamento para outros transtornos, como ansiedade e os transtornos de personalidade. 

Sua contribuição foi tão significativa que o impulsionou a fundar o Beck Institute, com ajuda da sua filha psicóloga, Judith Beck. O foco do instituto é o estudo de doenças psíquicas e treinamento sobre a Terapia Cognitivo-Comportamental para profissionais.

Como funciona a abordagem de Beck

A Terapia Cognitivo-Comportamental emergiu com o conceito revolucionário de que a efetividade do tratamento seria bem maior se o foco fosse os pensamentos disfuncionais em detrimento do sintoma em si.

A TCC não se preocupa tanto em reviver traumas passados e problemas na infância, mas sim em ajudar o paciente a entender como o seu passado afeta seus pensamentos e atitudes no presente.

Dessa forma, o autor da psicologia busca transformar o padrão de pensamentos negativos em pensamentos mais saudáveis, que resultam em comportamentos positivos. 

Carl Rogers

Carl Rogers nasceu em 1902 em Illinois, nos EUA e foi o grande responsável pela estruturação da Terapia Centrada na Pessoa. Filho de um Engenheiro Civil e uma dona de casa, tinha mais 5 irmãos.

Aos 12 anos sua família se mudou para uma região rural e em 1919 ele ingressou na Universidade de Wisconsin para cursar Agronomia. Ao participar de uma conferência em 1922 na China, percebeu que não era aquilo que buscava e mudou o curso para História.

Graduou-se na Universidade de Wisconsin com um diploma em História, continuando depois os estudos em Teologia em Nova York. Novamente, teve seu pensamento questionado, bem como sua fé em um seminário realizado. A partir desse momento iniciou o estudo em Psicologia, transferindo-se para Teachers College of Columbia University em 1926.

Ele finalmente se encontrou na Psicologia, percebendo que conseguiria continuar estudando as diversas questões da vida. Ao mesmo tempo, afastou-se de uma doutrina religiosa. 

Como funciona a abordagem de Rogers

Rogers foi um dos principais autores da psicologia a difundir e desenvolver ainda mais o Humanismo, também proposto por Abraham Maslow. O humanismo possuía uma visão inovadora mais holística de enxergar o homem.

No humanismo, o homem não seguia a lógica inconsciente, muito menos era influenciado por fatores externos. Ele era visto como alguém dono de si mesmo e de seus pensamentos, sendo responsável por suas atitudes e escolhas. Dessa forma, cada um é responsável pela sua própria mudança. A partir dessa abordagem, surgiu a Terapia Centrada na Pessoa.

A Terapia Centrada na Pessoa (TCP) entende que processo terapêutico é uma relação de cooperação entre o terapeuta e o cliente com o objetivo no desenvolvimento pleno, a descoberta do “eu” e a auto realização.

Para a TCP, toda pessoa possui uma tendência natural à atualização, sendo promovida de acordo com as suas relações. Essa tendência a atualização é então, a chave para o desenvolvimento e realização pessoal.

Jeffrey Young

Jeffrey Young nasceu nos Estados Unidos em 1950. Atualmente é membro do corpo docente do departamento de Psiquiatria da Universidade de Columbia e diretor do Schema Therapy Institute e do Cognitive Therapy Center.

Young leciona há mais de 25 anos e completou a sua formação teórica e clínica na Universidade da Pensilvânia. Teve um best seller vendido, o livro “Terapia do Esquema”, que encantou os estudiosos da Psicologia, considerando-o de extrema importância para o avanço das abordagens em nível mundial. 

Portanto, Young é considerado uma referência e a Terapia do Esquema se tornou uma das alternativas mais eficazes para diversos tipos de transtornos mentais, especialmente os de personalidade. 

Como funciona a abordagem de Young

A Terapia dos Esquemas é integrativa, nutrindo a necessidade e impulsionando cada vez mais a conexão entre terapeuta e paciente. É possível perceber, também, uma base mais emocional e afetiva por trabalhar o senso de identidade, a capacidade de autocontrole, a comunicação e a autonomia do paciente.

Young propôs um questionário para a identificação dos esquemas, através de uma linguagem clara, tornando-o mais palpável e fácil para o paciente. Dessa forma, se torna possível identificar os esquemas disfuncionais para, assim, atuar neles.

Sigmund Freud

Freud nasceu em 1856 em Freiberg, Morávia (República Checa). Aos 17 anos ele ingressou na Universidade de Viena, no curso de Medicina e se formou em 1881. 

Tornou-se especialista em doenças nervosas e, ao longo dos anos de estudo, fundamentou suas teorias psicanalíticas da mente. Assim, em 1895, em parceria com o médico Joseph Breuer, lançou a obra “Estudos sobre Histeria”.

Muitas outras obras foram escritas posteriormente, sendo livros fundamentais para o entendimento da história da Psicologia como um todo. Dentre elas, podemos citar ‘Psicologia da Vida Cotidiana’, ‘Totem e Tabu’, ‘A interpretação dos sonhos’, ‘O Ego e o Id’ e muitos outros. 

Contudo, foi somente em 1909 que teve o primeiro sinal de aceitação da Psicanálise no meio acadêmico, quando foi convidado a dar conferências nos Estados Unidos. Após a I Guerra Mundial, ele empregou suas teorias para interpretar a cultura, a mitologia, a religião, a arte e a história.

Como funciona a abordagem de Freud

A Psicanálise é considerada a primeira escola de psicoterapia, sendo conceituada e atualizada por Freud ao longo de sua vida. Sua proposta é fazer com que o paciente adquira consciência de padrões de pensamentos e comportamentos anteriormente inconscientes.

A partir do momento em que o paciente tem consciência de fatos que antes estavam no inconsciente, torna-se possível entender as emoções reprimidas ligadas às vivências e, assim, ressignificá-las. Além disso, através da associação livre, Freud propõe que ao falarmos sobre os problemas, o próprio paciente passa a compreender e ir desvencilhando-se daquela realidade limitante.

A lógica inconsciente parte do princípio de que os pensamentos que estão em nossa cabeça podem ter sido formados na infância, fruto de algum tipo de trauma. Por ser algo negativo, acaba sendo deixado no nosso inconsciente, mas não deixa de influenciar as atitudes.

Assim, é possível perceber a existência de vários autores da Psicologia, responsáveis pela difusão de conceitos que hoje são usados por profissionais ao redor do mundo. A contribuição deles foi grandiosa demais, permitindo que os transtornos pudessem ser tratados diante vários pontos de vista.

Quer aprender mais sobre alguma abordagem da Psicologia? Entre em contato conosco e veja os cursos que temos disponíveis.

41 3022-2947
WhatsApp: (41) 9 9263-2977
contato@iptc.net.br

SEDE INSTITUCIONAL
Rua Emiliano Perneta, 822 sl 1201
Centro, Curitiba / PR

SEDE ADMINISTRATIVA
Rua Emiliano Perneta, 10 sl 603
Centro, Curitiba / PR

IPTC - Instituto Paranaense de Terapia Cognitiva.