Qual é a diferença entre psicologia e neuropsicologia?

Qual é a diferença entre psicologia e neuropsicologia?

Há quem diga que um psicólogo e um neuropsicólogo têm a mesma função, mas é preciso ter muito cuidado e atenção para entender a diferença entre Psicologia e Neuropsicologia. Contudo, ainda que diferentes, essas áreas partilham um objetivo comum, que é melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

A Neuropsicologia é um conceito fruto da união de dois grandes pilares: a Neurologia, com foco no estudo detalhado sobre todo o sistema nervoso e a Psicologia, voltada para a análise do comportamento humano diante diversos tipos de estímulos.

Continue a leitura para entender os pontos que distanciam as duas ciências.

O que faz um psicólogo?

Trata-se de um profissional responsável por analisar e estudar os comportamentos, pensamentos, valores e emoções de cada paciente. Dessa forma, o psicólogo é capaz de diagnosticar, prevenir e tratar transtornos mentais e quadros psicopatológicos.

O psicólogo irá, durante as sessões, observar as atitudes, os sentimentos e os discursos dos pacientes para ajudá-los a identificar os pensamentos automáticos e crenças disfuncionais para que seja possível a mudança  no  comportamento.. 

Contudo, a atuação de um psicólogo não se limita à parte clínica, pois ele também pode atuar em outros âmbitos, como: 

  • escolas;
  • hospitais;
  • empresas;
  • contextos jurídicos;
  • área social (asilos, centros de atendimento ou penitenciárias);
  • trânsito;
  • esportes.

Dessa forma, um psicólogo precisa ter empatia, sendo capaz de se livrar de quaisquer julgamentos pessoais que possam influenciar negativamente ou, até mesmo, comprometer o desenvolvimento do paciente. Além disso, ele precisa de uma escuta realmente ativa, se dispondo a estar verdadeiramente para o paciente em cada sessão.

O que faz um neuropsicólogo?

A Neuropsicologia é uma especialidade da Psicologia, que se apoia no estudo da relação  entre o cérebro e o comportamento. O neuropsicólogo visa compreender como as lesões, malformações, alterações genéticas ou qualquer tipo de lesão que afete o sistema nervoso causam alterações no comportamento e na cognição do paciente.

Para isso, o neuropsicólogo realiza o mapeamento das cognições preservadas e afetadas. Como tem um embasamento para diagnóstico mais adequado, sempre estando presente no processo de orientação e reabilitação do paciente.

Em casos de deficiência cognitiva que afetem negativamente os relacionamentos interpessoais, escola, trabalho e rotina diária, como:

  • lesões cerebrais;
  • demência;
  • transtornos de aprendizagem;
  • doença de Parkinson;
  • Alzheimer.

É fundamental o apoio de um Neuropsicólogo, para avaliar questões neurológicas e sinapses.Um neuropsicólogo precisa ter pensamento crítico, atenção, comprometimento e empatia, para conseguir investigar o máximo possível para chegar a um diagnóstico assertivo e, consequentemente, um desenvolvimento potencializado do paciente.

Afinal, qual é a diferença entre psicologia e neuropsicologia?

O psicólogo tem o foco de identificar e tratar transtornos emocionais, comportamentais ou de personalidade, a partir de estratégias que guiam o paciente a ter coragem e confiança para enfrentar esses problemas.

Por outro lado, a neuropsicologia trabalha com comportamentos relacionados a alterações cerebrais, bem como os impactos cognitivos que isso causa no paciente. Logo, na prática, muitos neuropsicólogos trabalham com psicólogos, uma vez que pacientes afetados por problemas neurológicos também podem sofrer transtornos emocionais, principalmente quando esses problemas causam um grande trauma na vida do paciente.

As dificuldades de aprendizado, problemas de memória e dificuldades de fala e socialização são exemplos de problemas que costumam provocar emoções negativas, desencadeando problemas emocionais mais profundos. Por isso, é fundamental o trabalho em conjunto com o psicólogo e, em alguns casos, com o psiquiatra.

O neuropsicólogo vai aplicar diversos testes para avaliar memória, atenção, raciocínio, atenção e linguagem, por exemplo, para as áreas afetadas, estimulando-as e reabilitando-as.

Como é o mercado de trabalho para psicologia e neuropsicologia?

A neuropsicologia tem ganhado bastante mercado ao longo dos anos, com profissionais cada vez mais qualificados para o atendimento. O profissional, desde que formado em Psicologia e com registro ativo, poderá atuar em instituições de ensino, clínicas, consultórios e hospitais, com foco tanto em Avaliação quanto em Reabilitação.

Esses profissionais podem atender casos encaminhados por outros profissionais da área da saúde (médicos psiquiatras, neurologistas, pediatras, dentre outros), por professores e outros profissionais da educação ou mesmo por familiares, podendo  atuar em instituições psiquiátricas ou como perito forense.

A psicologia também tem um mercado de trabalho bem consolidado, podendo atuar com a clínica, no atendimento de pessoas com transtornos mentais ou até mesmo em empresas. Como o setor de Recursos Humanos das empresas está bem estruturado costumam ter psicólogos em seu quadro de funcionários. Esse é um pilar fundamental para o desenvolvimento profissional dos colaboradores de uma empresa.

Seja para o atendimento clínico, desenvolvimento de pessoas em empresas, apoio emocional no hospital ou qualquer outro contexto, o mercado de trabalho abre várias portas para os psicólogos, que buscam melhor qualidade de vida para seus pacientes.

Ainda que diferentes, a psicologia e a neuropsicologia são complementares, tanto na prática clínica quanto na pesquisa. Enquanto o psicólogo busca entender as emoções e pensamentos elucidados pelo paciente, o neuropsicólogo avaliará possíveis comprometimentos vinculados ao sistema nervoso central.

Levando seus tratamentos para um próximo patamar

Agora que você já conheceu mais sobre neuropsicologia, que tal contar com a ajuda do IPTC para se especializar na área?

Temos diversos cursos, especializações e workshops, todos voltados para um conteúdo prático. O nosso foco é que você saia totalmente seguro para atender, depois de aprender aplicando o conteúdo.

E além disso, você terá um impacto ainda maior na qualidade de vida dos seus pacientes.

Conheça mais sobre nossos cursos clicando aqui!

41 3022-2947
WhatsApp: (41) 9 9263-2977
contato@iptc.net.br

SEDE INSTITUCIONAL
Rua Emiliano Perneta, 822 sl 1201
Centro, Curitiba / PR

SEDE ADMINISTRATIVA
Rua Emiliano Perneta, 10 sl 603
Centro, Curitiba / PR

IPTC - Instituto Paranaense de Terapia Cognitiva.